A carregar...
Última actualização: 08-10-2020 Publicado a: 08-10-2020
Feed RSS
Avaliação da Qualidade do Ar na Região de Lisboa e Vale do Tejo | 2019

Avaliação da Qualidade do Ar na Região de Lisboa e Vale do Tejo | 2019

Está disponível para consulta o relatório “Avaliação da qualidade do ar na região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT) em 2019”.

 

Foi também atualizada a informação disponível na página da CCDR LVT, na internet, Resultados na Região de Lisboa e Vale do Tejo.

 

A avaliação efetuada com base nos resultados dos poluentes medidos nas estações da Rede de Monitorização da Qualidade do Ar da CCDR LVT (RMQA LVT) no ano de 2019, e sua tendência de evolução desde 2001, teve em consideração as regras e os objetivos ambientais estipulados para cada poluente atmosférico no Decreto-Lei n.º 102/2010, de 23 de setembro, na sua redação atual.

 

Os resultados obtidos em 2019 nas estações da RMQA LVT, para os poluentes dióxido de azoto (NO2) e óxidos de azoto (NOx), partículas PM10 e PM2.5, monóxido de carbono (CO), dióxido de enxofre (SO2), ozono (O3) e benzeno (C6H6), permitem constatar que a qualidade do ar, em termos médios, e na generalidade dos locais, foi boa, tendo ocorrido, face a 2018, uma redução nas concentrações de vários poluentes. No ano de 2019 registou-se uma única situação de incumprimento dos objetivos de qualidade do ar, relativamente ao valor limite anual (VLA) para proteção da saúde humana de NO2, na estação urbana de tráfego da Avenida da Liberdade, localizada na aglomeração da Área Metropolitana de Lisboa Norte (AML Norte). Esta situação, resultante do elevado volume de tráfego rodoviário em circulação na zona central da cidade de Lisboa, é recorrente. É no entanto de notar que em 2019 ocorreu uma redução significativa das concentrações médias anuais registadas e da área em ultrapassagem, comparativamente com o ano de 2018.

Pesquisar notícias:
Visite-nos Facebook Twiter You Tube