A carregar...
Última actualização: 02-03-2020 Publicado a: 02-03-2020
Feed RSS

CCDR LVT no Lançamento do Centro de Referência de Envelhecimento Ativo e Saudável

No dia 2 de março a CCDR LVT, representada pela Arq.ª Teresa Almeida - Presidente -, marcou presença no Lançamento do Centro de Referência de Envelhecimento Ativo e Saudável, que teve lugar na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa.


Discursando na sessão de abertura do evento, a Presidente da CCDR LVT destacou a importância desta nova plataforma de colaboração e ação, simultaneamente assente na inovação e na responsabilidade social, composta por um conjunto muito alargado e complementar de parceiros, e dedicada a um dos principais temas dos nossos tempos.

 

Esta iniciativa, que conta com a participação da CCDR é parte da parceria para a Inovação no Envelhecimento Ativo e Saudável (EIP - AHA), uma iniciativa lançada pela Comissão Europeia cujo objetivo é promover a inovação e a transformação digital no domínio do envelhecimento ativo e saudável.


A Arq.ª Teresa Almeida referiu também que este Centro de Referência pode e deve ser um bom exemplo de relacionamento intersectorial, e contribuir de forma decisiva para a concretização das políticas públicas orientadas para os temas na confluência da saúde e do envelhecimento. 


A sessão de abertura contou igualmente com a participação e discursos do Reitor da Universidade Nova de Lisboa, Professor João Sáágua, do Diretor da Escola de Saúde da Nova, Professor José Fragata, e dos Presidentes de Câmara de Almada e Odivelas, respectivamente Inês de Medeiros e Hugo Martins.

 

Em 2018 a  Área Metropolitana de Lisboa apresentava rácio de 136,6 idosos por 100 jovens, e a população com idade superior a 65 correspondia a 21,7% do total de habitantes.

 

Consulte aqui Galeria de Imagens


Mais informação sobre o Centro de Referência para a Inovação no Envelhecimento Ativo e Saúdável

 
Porquê focar no envelhecimento ativo e saudável?

A população europeia está a envelhecer rapidamente. No entanto, viver mais tempo não significa necessariamente viver uma vida mais saudável, mais ativa e independente.O número de europeus com mais de 65 anos duplicará nos próximos 50 anos e o número daqueles com mais de 80 anos quase triplicará. A esperança de vida continuará a aumentar, mas anos de vida não saudáveis representam cerca de 20% da vida de uma pessoa.O envelhecimento ativo e saudável é um desafio social partilhado por todos os países europeus, mas também é uma oportunidade. É uma chance para a Europa se estabelecer como líder global capaz de fornecer soluções inovadoras.

 

O que são os Centros de Referência?

Os Centros de Referência são ecossistemas inspiradores, que visam oferecer soluções criativas e viáveis que melhoram a vida e a saúde das pessoas idosas e de toda a comunidade.Os Centros de Referência podem ser regiões, cidades, hospitais integrados ou organizações de assistência médica e seus parceiros da indústria, sociedade civil, academia e administração pública (hélice quadrupla concentrada numa abordagem abrangente e baseada na inovação para o envelhecimento ativo e saudável). 

 

O que se pretende com estes Centros?

O EIP pretende estabelecer parcerias que ajudem a fortalecer a investigação e a inovação na União Europeia (EU), reunindo todos os intervenientes relevantes a nível da UE, nacionais e regionais, em diferentes áreas políticas, para lidar com um desafio específico e envolver todos os níveis da cadeia de inovação.

 

Principais objetivos

Esta parceria tem como principais focos a melhoria da saúde e a qualidade de vida dos europeus, com ênfase nos idosos; o apoio à sustentabilidade a longo prazo e à eficiência dos sistemas de saúde e assistência social.

 

O projeto nasceu no âmbito do GT Idade+ numa lógica bottom-up, em sequência da necessidade  que as entidades participantes sentiram em desenvolver uma estratégia comum para a região.

 

Participantes (Hélice Quádrupla):

Administração pública

CCDR LVT, CM de Almada, CM de Lisboa, CM de Mafra, CM de Odivelas, CM de Oeiras e CM de Sintra

 

Academia e Investigação

NOVA Medical School - Faculdade de Ciências Médicas (líder)Value4Health.CoLAB, Instituto Politécnico de Setúbal

 

Setor empresarial

José de Mello Saúde, Glintt - Global Intelligent, Technologies SA, Plux – Wireless, Biosignals SA

 

Sociedade civil

Fundação INATEL, AMPMV (Associação mais proximidade melhor vida), ANDAR (Associação Nacional dos Doentes com Artrite Reumatoide), Associação Alzheimer Portugal, Plataforma Saúde em Diálogo, LPCDR (Liga Portuguesa contra as Doenças Reumáticas), União Das Misericórdias Portuguesas

 

A estrutura será desenvolvida em torno de 4 clusters temáticos:

 

Gestão e promoção da saúde

Promover uma mudança de doença reativa para atendimento/cuidado antecipado e prevenção comunitária, mas também para capacitar as populações a gerir seu tratamento de saúde e doença.

 

Vida independente

Soluções de vida independentes interoperáveis, directrizes e modelos de negócio.

 

Cuidados integrados

Foco na prestação de cuidados centrados na pessoa idosa com condições crónicas, prevendo melhorias na qualidade de vida através da adaptação de respostas sociais a diferentes padrões de necessidades e na articulação de serviços de apoio domiciliar com serviços de saúde usando TICs.

 

Ambientes amigáveis à Idade+

Sociedade mais inclusiva, combatendo o isolamento social e a violência, assegurando condições de participação social e promovendo o acesso a bens e serviços, mobilidade e acessibilidade.

Pesquisar notícias:
Visite-nos Facebook Twiter You Tube