A carregar...
Última actualização: 17-09-2018 Publicado a: 17-09-2018

Como são avaliadas as candidaturas?

O júri terá em consideração o seguinte critério de avaliação composto pelas seguintes ponderações e respetivos fatores:

 

a) Ponderação de 10%: a Novidade da ideia, avaliando a inovação, valorizando o caracter disruptivo da ideia: muito elevada (20 pontos), elevada (15 pontos), razoável (10 pontos), reduzida (5 ponto), ou nenhuma (0 pontos);

b) Ponderação de 40%: o Potencial da ideia para acelerar a transição para a Economia Circular, avaliando o seu impacto na economia regional, valorizando o mérito da ideia: muito elevado (20 pontos), elevado (15 pontos) razoável (10 pontos), reduzido (5 pontos), ou nenhum (0 pontos);

c) Ponderação de 30%: a Viabilidade Económica da ideia, avaliando o potencial da viabilidade económica na economia regional, valorizando a capacidade de concretização da ideia: muito elevada (20 pontos), elevada (15 pontos), razoável (10 pontos), reduzida (5 ponto), ou nenhuma (0 pontos);

d) Ponderação de 20%: a Qualidade da Apresentação da ideia, avaliando o seu potencial de recetividade perante investidores, entidades, empresas ou consumidores, valorizando a comunicação da ideia: muito elevado (20 pontos), elevado (15 pontos) razoável (10 pontos), reduzido (5 ponto), ou nenhum (0 pontos).

 

As propostas serão ordenadas de acordo com a pontuação final obtida, a qual será calculada através da classificação ponderada atribuída a cada um dos fatores. As três ideias selecionadas para receber prémio serão aquelas que obtiverem a maior pontuação. Critério de desempate - no caso de duas ou mais propostas obterem pontuações finais idênticas, a proposta vencedora será a que tiver maior pontuação no fator da Novidade da ideia. Se mesmo assim subsistir empate, a proposta vencedora será a que tiver maior pontuação no fator da Qualidade da Apresentação da ideia.

Visite-nos Facebook Twiter You Tube