A carregar...
Última actualização: 26-09-2018 Publicado a: 14-09-2018

Concurso de Ideias para a Economia Circular

O concurso de ideias para a Economia Circular é um concurso lançado pela CCDR LVT com o objetivo de estimular o desenvolvimento e a apresentação de ideias e soluções concretizáveis com base na aplicação dos princípios da Economia Circular, e cuja concretização contribua para acelerar a transição para uma Economia Circular na Região de Lisboa e Vale do Tejo. Podem concorrer pessoas singulares ou coletivas.

 

As candidaturas podem ser individuais ou apresentadas por equipas até três elementos. É dada liberdade total de escolha quanto ao tipo de solução de negócio, tema ou atividade.

 

Pretendem-se ideias de negócio ainda em fase de conceção, sem necessidade de plano de negócio desenvolvido ou de empresa constituída.

Os Termos de Referência do concurso estão disponíveis aqui em versão portuguesa e inglesa.

Os participantes devem ter pelo menos 18 anos de idade. Também podem concorrer pessoas colectivas.

Sim, desde que cumpra as condições de participação. 

Sim, desde que comprove que tem residência em Portugal e que cumpra as condições de participação.

Todas as indicações podem ser consultadas nos Termos de Referência do concurso, disponíveis nesta página.

As propostas devem ser entregues até às 17h00 horas do dia 30 de outubro de 2018, no serviço de expediente na Rua Alexandre Herculano, 37, 1250-009 Lisboa, respeitando o indicado nos artigos 10.º e 14 dos Termos de Referência.

 

As propostas podem ainda ser enviadas por correio registado, para a mesma morada, sem indicação do remetente, devendo a receção, em qualquer caso, ocorrer dentro do prazo para a apresentação das candidaturas. 

São aceites candidaturas escritas em português ou em inglês.

Cada concorrente pode apresentar apenas uma proposta de ideia não havendo lugar a variantes.

As propostas devem ser entregues até às 17h00 horas do dia 30 de outubro de 2018, no serviço de expediente na Rua Alexandre Herculano, 37, 1250-009 Lisboa, respeitando o indicado nos artigos 10.º e 14 dos Termos de Referência.

 

As propostas podem ainda ser enviadas por correio registado, para a mesma morada, sem indicação do remetente, devendo a receção, em qualquer caso, ocorrer dentro do prazo para a apresentação das candidaturas. 

O júri terá em consideração o seguinte critério de avaliação composto pelas seguintes ponderações e respetivos fatores:

 

a) Ponderação de 10%: a Novidade da ideia, avaliando a inovação, valorizando o caracter disruptivo da ideia: muito elevada (20 pontos), elevada (15 pontos), razoável (10 pontos), reduzida (5 ponto), ou nenhuma (0 pontos);

b) Ponderação de 40%: o Potencial da ideia para acelerar a transição para a Economia Circular, avaliando o seu impacto na economia regional, valorizando o mérito da ideia: muito elevado (20 pontos), elevado (15 pontos) razoável (10 pontos), reduzido (5 pontos), ou nenhum (0 pontos);

c) Ponderação de 30%: a Viabilidade Económica da ideia, avaliando o potencial da viabilidade económica na economia regional, valorizando a capacidade de concretização da ideia: muito elevada (20 pontos), elevada (15 pontos), razoável (10 pontos), reduzida (5 ponto), ou nenhuma (0 pontos);

d) Ponderação de 20%: a Qualidade da Apresentação da ideia, avaliando o seu potencial de recetividade perante investidores, entidades, empresas ou consumidores, valorizando a comunicação da ideia: muito elevado (20 pontos), elevado (15 pontos) razoável (10 pontos), reduzido (5 ponto), ou nenhum (0 pontos).

 

As propostas serão ordenadas de acordo com a pontuação final obtida, a qual será calculada através da classificação ponderada atribuída a cada um dos fatores. As três ideias selecionadas para receber prémio serão aquelas que obtiverem a maior pontuação. Critério de desempate - no caso de duas ou mais propostas obterem pontuações finais idênticas, a proposta vencedora será a que tiver maior pontuação no fator da Novidade da ideia. Se mesmo assim subsistir empate, a proposta vencedora será a que tiver maior pontuação no fator da Qualidade da Apresentação da ideia.

O valor dos prémios a atribuir inclui o IVA, e são para o primeiro lugar de 8.000€ (oito mil euros), para o segundo lugar de 3.000€ (três mil euros) e para o terceiro lugar de 900€ (novecentos euros).

 

O recebimento dos prémios está sujeito ao cumprimento das disposições legais aplicáveis, nomeadamente contra a apresentação do respetivo recibo.

 

Não existe atribuição de prémio de participação.

O júri, depois de apreciados todos os trabalhos, elaborará um relatório final, assinado por todos os membros no qual indicará:

 

a) A ordenação dos trabalhos de conceção apresentados e aceites, de acordo com o critério de avaliação fixado nos presentes Termos de Referência;

 

b) As propostas excluídas e os motivos da exclusão.

A avaliação e a atribuição de prémios serão notificadas, por escrito e simultaneamente, a todos os concorrentes, acompanhadas do relatório final do júri. O resultado do concurso será divulgado na página de internet da CCDR LVT em www.ccdr-lvt.pt

Questão 1: "Estou interessado em concorrer com uma ideia ao vosso Concurso. O equipamento em causa tem o potencial de reduzir consumos de embalagens. Da consulta que fiz à vossa e outra documentação sobre o conceito de economia circular  (EC) creio que a criação de um equipamento que promove drasticamente a REDUÇÃO do consumo de embalagens se enquadra no conceito de Economia Circular. A título de exemplo (não se trata disto): a criação de dispensadores de cereais a granel é uma medida que se encaixa no conceito de EC?"

Resposta: Sim, uma medida que reduza o consumo de qualquer recurso (material transformado, matéria-prima, energia, água, etc) enquadra-se nos princípios da Economia Circular; 

 

Questão 2: "no Artigo 20.o [dos termos referência] - sobre DIREITOS DE AUTOR pode ler-se: «Ao participarem no concurso, os concorrentes declaram ceder à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo os direitos de propriedade dos trabalhos enviados, comprometendo-se a CCDR LVT a mencionar o nome do concorrente ou concorrentes que apresentaram a concurso cada uma das ideias aquando da sua publicação e divulgação posteriores.» Os concorrentes cedem os direitos dos trabalhos não propriamente das ideias em si, correcto?"

Resposta: Ao participarem no concurso, os concorrentes cedem apenas os direitos de propriedade dos trabalhos, de forma a permitir à CCDR LVT divulgá-los da forma que considerar mais conveniente. As ideias em si permanecem propriedade de quem as apresentou.

 

Questão 3: "O formulário de candidatura pode ser preenchido apenas em Português ou tem que ser preenchido em pt e inglês?"

Resposta: O formulário de candidatura pode ser preenchido apenas numa das linguas à escolha: português ou inglês.

Visite-nos Facebook Twiter You Tube