A carregar...
Última actualização: 09-10-2018 Publicado a: 09-10-2018

Lezíria do Tejo

LezíriadoTejoTipo: Área Nuclear Secundária da Estrutura Regional de Proteção e Valorização Ambiental do OVT

 

Outras áreas da EER relacionadas: Rio Tejo, Paul do Boquilobo, Jusante do Rio Almonda, Vala de Alpiarça, Vala Travessa

 

Concelhos: Vila Franca de Xira, Benavente, Azambuja, Cartaxo, Almeirim, Santarém, Alpiarça, Golegã, Chamusca e VN da Barquinha 


Descrição geral: Corresponde ao vale aluvionar do rio, cujos solos têm grande fertilidade e aptidão para a agricultura intensiva de regadio (aluviões do Tejo). É um território com importância nacional no território da AML e do OVT, constituindo também uma área de paisagem única.

 

As condições de alagamento que tornam esta área tão produtiva em termos agrícolas, determinam o seu elevado interesse em termos de valores naturais no país, contendo espaços particularmente importantes para a avifauna aquática, constituindo mesmo habitats complementares à Zona de Protecção Especial do Estuário do Tejo. Nesta unidade destaca-se a tendência para associar actividades turísticas e de lazer a explorações agrícolas, nomeadamente a casas agrícolas e quintas tradicionais.

 

7Riotejo(2)Na lezíria do Tejo merece referência a Vala Real de Azambuja. É um extenso canal que liga a vila de Azambuja ao Rio Tejo. É navegável numa extensão de 17 quilómetros, outrora por barcos de 30/35 toneladas (fragatas e barcos varinos), que procediam ao escoamento dos produtos da região, hoje somente por pequenas embarcações. Hoje, assume um papel diferenciador constituindo um recurso natural de excelência, dinamizado com a Rota dos Mouchões passeio fluvial, numa embarcação típica, promovido pelo Município. (Site da CM de Azambuja: ver mais aqui)  

 

Localizam-se nos limites desta área da estrutura ecológica regional as sedes dos concelhos de Vila Nova da Barquinha, Entroncamento, Chamusca, Santarém, Alpiarça e Azambuja. A sede do concelho da Golegã está totalmente inserida nesta área. Localizam-se ainda nesta área ou na sua confluência vários outros aglomerados de menor dimensão, nomeadamente Arrepiado, Carregueira, Pinheiro Grande e Vale de Cavalos, no município da Chamusca, São Caetano, Azinhaga, Casal Centeio e Pombalinho, no município da Golegã, Reguengo do Alviela, Caneiras e Vale de Santarém, no município de Santarém, Gouxaria, no município de Alpiarça, Tapada, Azeitada e Benfica do Ribatejo, no município de Almeirim, Santana, Porto de Muge, Valada, Palhota e Reguengo, no município do Cartaxo, Virtudes e Vila Nova da Rainha, no município de Azambuja, Carregado e Vala do Carregado nos município de Alenquer e de Vila Franca de Xira, respetivamente. 


Fonte da imagem: Site da CM de Azambuja

 

 

Visite-nos Facebook Twiter You Tube