A carregar...
Última actualização: 07-11-2018 Publicado a: 07-11-2018

Rio Zêzere / Albufeira de Castelo de Bode


RioZêzere_AlbufeiraCasteloBode
Tipo: Corredor Ecológico Secundário da Estrutura Regional de Proteção e Valorização Ambiental do OVT

 

Concelhos: VN da Barquinha, Constância, Abrantes, Tomar e Ferreira do Zêzere 

 

Descrição geral: O rio Zêzere nasce na serra da Estrela, a cerca de 1900 m de altitude, seguindo para sudoeste e entrando na região de Lisboa e Vale do Tejo ao longo do limite nascente do município de Ferreira do Zêzere, continuando a seguir para sudoeste nos limites dos municípios de Tomar, Abrantes, Vila Nova da Barquinha e Constância, confluindo com o rio Tejo a oeste da vila de Constância, após um curso de cerca de 200 km.

 

Em grande parte do seu traçado na região, desenvolve-se a albufeira de Castelo de Bode construída no leito do Rio Zêzere e com elevada importância estratégica no armazenamento de água. 

 

A albufeira de Castelo do Bode nasceu em 1951 com a construção da barragem com o mesmo nome, localizada no troço terminal do rio Zêzere, a montante da confluência deste com o rio Nabão.

 

A albufeira ocupa uma área com cerca de 3300 ha, uma extensão máxima de 60 km e tem uma capacidade total de armazenamento de cerca de 1100 hm3, é actualmente o maior reservatório nacional de água, onde se localiza a maior captação de água para consumo humano, servindo mais de 2 milhões de habitantes da área da Grande Lisboa e dos municípios limítrofes, o que representa cerca de um quinto da população nacional, estando previsto o aumento da população a ser abastecida a partir desta albufeira. Encontra-se classificada, como albufeira de águas públicas protegida: aquelas cuja água é ou se prevê que venha a ser utilizada para abastecimento de populações e aquelas cuja protecção é ditada por razões de defesa ecológica. (Resolução do Conselho de Ministros n.o 69/2003, de 10 de maio).

 

Na envolvente desta albufeira localizam-se vários pequenos aglomerados, tais como Martinchel, Vale Manso e Cabeça Ruiva, no município de Abrantes, Bairrada e Bairradinha, no município de Ferreira do Zêzere, e Tapada da Palheirinha, Casalinho e Alverangel, no município de Tomar.

 

Junto à foz, o rio confina com a vila de Constância, sendo de registar a ponte de ferro que liga esta vila ao município de Vila Nova da Barquinha. Esta ponte, construída em ferro sobre pilares de alvenaria, foi inaugurada em 1892 e veio resolver um antigo problema de Constância e dos concelhos vizinhos: a dificuldade de atravessar o Zêzere, que ainda não tinha barragens no seu curso e era muito impetuoso, em especial no inverno. A velha barca de passagem pôde então ser desativada. (Site da CM de Constância: ver mais aqui).

 

Fonte da imagem: Site da APA

 

 

 

Visite-nos Facebook Twiter You Tube